terça-feira, 4 de novembro de 2008

Estranhezas

Hoje sonhei com um caixão todo florido, quem morria era nossa senhora, a da pequena morte (obrigada pelo livro que nao li ainda)Ela vinha de branco e dourado na cabeça, ela sorria pelo gozo da própria redenção. E quem não? Me disseram que a gente tem que saber sangrar. Eu concordo com isso. Eu sonhei tambem que perto de mim uma roda pedia para funcionar, meu deus! Quanto tempo que nao sonho Salvador Dali, Bunuel. A roda dizia que precisaria de mais gente pra botar ela pra rodar, sozinha ela nao daria conta, nem só comigo. fico bem lembrando de um filme que eu assisti. Eu preciso de pára raios, de redes de proteção, por todos os lados algo que me carregue.